terça-feira, 10 de setembro de 2013

Trabalhadores dos Correios realizam manifestação junto à comunidade


O feriado da Independência foi um pouco diferente para os trabalhadores dos Correios de Curitiba. No dia 7 de setembro, ao invés de ficar em casa ou assistir ao desfile cívico, a categoria realizou uma manifestação no conjunto habitacional Moradias Corbélia, no bairro São Miguel.
O ato reuniu ecetistas, moradores do Corbélia e seus familiares, que coletaram assinaturas para um abaixo-assinado que reivindica a regularização da entrega de cartas na região.
O objetivo da mobilização era conversar com a população sobre a realidade dos Correios, esclarecendo os principais problemas vividos pelos ecetistas e as reivindicações da categoria para a Campanha Salarial. A manifestação também buscou cobrar uma solução para a falta de entrega de correspondências no Corbélia.
Moram no local cerca de 550 famílias, que foram realocadas das vilas Nova Barigui, Alto Barigui, Recanto da Paz, Sandra, Eldorado, Morro da Esperança, Olinda, Nápoles, Malvina, Nova República, Rigone e Nossa Senhora da Paz. Apesar de a região já estar regularizada e asfaltada, não chega nenhum tipo de carta ou encomenda na comunidade e, mesmo com a reclamação dos moradores, o Correios não apresentou uma solução para o problema.
A luta em defesa da qualidade dos Correios é de toda a classe trabalhadora 
A ação no Moradias Corbélia também serviu como pontapé inicial para a tarefa de conversar e mobilizar a população trabalhadora que utiliza os serviços dos Correios.
Enquanto tenta, sucessivamente, privatizar e sucatear a ECT, o governo federal utiliza a mídia para criminalizar a luta dos ecetistas junto ao restante da população. Por isso, temos o dever de esclarecer os demais trabalhadores sobre a realidade dos Correios e envolvê-los na luta por um sistema de entrega de correspondências de qualidade, que continue público e 100% estatal.
Nessa Campanha Salarial,eles pretendem buscar o apoio da população trabalhadora para a essa luta! A próxima ação junto à comunidade acontecerá no dia 12 de setembro, com um ato de conscientização sobre a mordedura canina, na Boca Maldita. Participe!